DOM OU CONSTRUÇÃO? O SENTIDO DA VIDA NA PERSPECTIVA DE SARTRE E RATZINGER

  • José Caetano Minus
  • Matheus Barbosa Ribeiro

Resumo

Um dos grandes problemas que a Filosofia se ocupa acerca do homem é sobre o Sentido de sua Vida. Esta questão, amplamente discutida no decurso da história do pensamento filosófico, encontra-se diante de novas indagações em face do conturbado século XX. Muitos pensadores deste contexto procuraram responder às novas interpelações e, dentre estes, se destacaram em ambientes distintos, Jean-Paul Sartre e Joseph Ratzinger. O primeiro, francês, existencialista ateu, lança as bases de seu pensamento partindo do pressuposto da existência anterior à essência. O segundo, teólogo católico alemão, concebe uma essência humana criada por Deus e orientada ao que é Eterno. Os pressupostos distintos dos autores ao retomar a mesma questão, possibilitam o seu diálogo na medida em que discutem a possibilidade do homem criar um Sentido ou deste Sentido ser previamente inscrito na essência do homem. Tal tensão leva à abordagem de temas concernentes como a discussão do Fundamento da Existência, a Liberdade Humana e o Futuro do Homem, bem como da responsabilidade do indivíduo em relação a si e à humanidade.

Publicado
2020-02-10